Como é feito um raio X nos dentes?

O raio x nos dentes é referido como radiologia odontológica, que engloba:

  • Dentes;
  • Gengiva;
  • Maxilares;
  • Entre outros.

Esses exames são feitos por dentistas em seus consultórios ou, em alguns casos, encaminhando-os para centros especializados. Para entender melhor como funciona esse tipo de exame, basta continuar lendo este conteúdo!

Qual é o raio X dos dentes?

O raio X panorâmico é um exame odontológico que exibe todos os ossos da boca, articulações e todos os dentes, inclusive os que não nasceram.

Independentemente de servirem ​​para identificar dentes tortos e planejar o uso de aparelhos, esse tipo de raio X também pode ser útil para analisar a estrutura óssea dos dentes e sua disposição, que permite a detecção de problemas mais sérios.

Esse tipo de exame tem um nível muito baixo de radiação, portanto não representa nenhum perigo à saúde e também é muito rápido e pode ser feito em crianças.

Como é feito o raio x nos dentes?

Não há necessidade de preparação prévia ao realizar ortopantomografia. O paciente deverá permanecer em silêncio durante todo o procedimento, que é feito do seguinte modo:

  • A pessoa usa um casaco revestido chumbo para proteger seu corpo das radiações;
  • Todos os objetos metálicos que uma pessoa tem, como brincos, colares, anel e piercings são removidos;
  • Para afastar os lábios dos dentes, coloca-se um afastador de lábios, que é uma peça de plástico, na boca;
  • A cabeça deverá ser posicionada corretamente no equipamento, seguindo as orientações do dentista;
  • A máquina irá gravar a imagem, que é então analisada pelo dentista.

Após o registro, a imagem pode ser visualizada em questão de minutos e o dentista poderá realizar uma avaliação mais completa e detalhada da saúde bucal da pessoa.

Orientando-a por meio de quaisquer procedimentos que possam ser necessários, como:

  • Tratamento de canal;
  • Remoção de dente;
  • Restauração;
  • Uso de próteses dentárias;
  • Etc.

Quem não deve fazer este exame?

Este exame é seguro porque usa uma quantidade muito pequena de radiação, que não é prejudicial à sua saúde. Mulheres grávidas, por outro lado, devem informar ao dentista se fizeram um raio-X nos últimos dias, para não ter um acúmulo de radiação.

As pessoas que têm placas de metal no crânio devem também contar ao dentista antes de fazer o exame.

Indicações do exame

A radiografia panorâmica é um exame comum solicitado por dentistas em sua prática diária e é uma importante ferramenta de diagnóstico. Esse tipo de exame abrange uma área muito maior do que uma radiografia intraoral tradicional.

Pois, fornece informações cruciais sobre a posição dos dentes nas arcadas dentárias, patologias ou anomalias ósseas, e a relação entre os seios maxilares, entre outras coisas.

Após uma solicitar uma radiografia panorâmica, o dentista é capaz de identificar a presença de uma variedade de problemas. Este exame também é recomendado para determinar a viabilidade de um tratamento e sua eficiência, bem como no planejamento de certas cirurgias.

É ideal para avaliação e diagnóstico nos seguintes casos:

  • Detectar cáries e/ou fraturas internas;
  • Avaliar doenças periodontais;
  • Estudar reabsorções ósseas, cistos ou quistos nos ossos maxilares;
  • Tumores no maxilar, que podem ou não estar ligados ao câncer bucal;
  • Lesões periapicais/tratamentos endodônticos;
  • Avaliar o tratamento ortodôntico;
  • Analisar erupção definitiva dos dentes;
  • Auxiliar no planejamento da reabilitação oral usando implantes dentários;
  • Detectar dentes ausentes ou danificados, incluindo dentes de siso;
  • Avaliar a articulação temporomandibular (ATM);
  • Odontologia preventiva no nível odontopediátrico (crianças);
  • Entre outros.

Preparação para o exame

Um exame de radiografia panorâmica não necessita de qualquer preparação adicional. Não há riscos ou complicações associadas a este exame, basta apenas que a pessoa remova qualquer joia (brincos, colares e piercings, por exemplo), óculos ou qualquer outro objeto de metal que cause interferência nas imagens raios x.

Isso porque, as imagens metálicas são capazes de aparecer em imagens radiográficas e potencialmente interferir no diagnóstico.

Raio x na gravidez

O raio x dos dentes na gravidez também é seguro, sem contraindicações; no entanto, é crucial que a gestante diga ao médico ou assistente sobre sua situação no momento do procedimento.

Mesmo que haja apenas a suspeita de uma possível gravidez, a mãe deve entrar em contato com o médico para que o bebê não seja exposto à radiação. Sendo assim, um avental de chumbo será colocado como uma medida de precaução para proteger o restante de seu corpo de qualquer exposição à radiação.

Quanto tempo dura o exame?

Devido à falta de quaisquer restrições de tempo associadas, este exame é relativamente curto, com uma duração mediana de menos de 5 minutos.

Outras técnicas radiográficas

Outros raios X dos dentes com características distintas podem ser feita em odontologia, além de ortopantomogramas, por exemplo:

Radiografia periapical

É o tipo mais comum de radiografia intraoral. Incide em uma área com mais restrição que uma ortopantomografia, abarcando por norma somente 2 a 3 dentes contíguos, desde a coroa até o fim da raiz e uma pequena área óssea adjacente.

Dessa forma, possibilita analisar a anatomia do dente com mais detalhes.

Radiografia bite wing ou interproximal

Semelhante ao periapical, mas com mais restrições, permitindo apenas as coroas de alguns dentes superiores e inferiores serem vistas na mesma imagem. Especialmente os dentes posteriores e a óssea cristal vizinha ao dente (topo do osso localizado entre os dentes).

Então, este exame é mais comum para detectar cáries interproximais, em outras palavras, cáries entre os dentes, que são as mais difíceis de detectar durante um exame clínico para cáries.

Radiografia oclusal

Assim como os exames acima, uma película radiográfica, neste caso, é posicionada entre os dentes do maxilar superior e os dentes do maxilar inferior, como se a pessoa estivesse mordendo.

Sendo assim, é feito uma incidência de raios X em um ângulo de 65 a 70 graus em relação à película. Esse exame é eficaz no despiste de:

  • Restos de raízes;
  • Dentes inclusos;
  • Dentes supranumerários (excedentários).

Conclusão

Em suma, o raio X dos dentes é útil para uma série de situações diferentes na odontologia. Caso você tenha gostado deste conteúdo, não esqueça de compartilhar com os seus amigos e confira outros posts como este em nosso blog!