Coenzima Q10 melhora depressão bipolar

Oi, meu nome é Deise, esse é mais um artigo do canal jornada bipolar. Hoje eu trouxe pra vocês mais uma opção de tratamento na depressão bipolar. E a evidência de hoje é forte, um estudo controlado, duplo, cego, randomizado, pra avaliar Se a coenzima Q 10 ajuda o bipolar deprimido.

Pra quem acompanha o canal, assiste todos os vídeos, não é novidade o papel da inflamação, estresse oxidativo e Disfunção mitocondrial no transtorno bipolar. A gente já vem conversando sobre isso. Há um certo tempo e esse é um dos do tratamento da bipolaridade.

E o que a coenzima Q dez tem a ver com essa história?

Produz coenzima Q 10 e a gente come coenzima Q 10. Então, todo mundo tem coenzima Q 10. E o que a coenzima Q 10 faz no nosso corpo? Coenzima Q10 é um antioxidante e participa da produção de ATP De energia lá na mitocôndria.

Então, se no transtorno bipolar tem estresse oxidativo e disfunção mitocondrial, é esperado que uma substância antioxidante que protege a mitocôndria e participa da função mitocondrial, tenha benefício no transtorno bipolar. Pra checar se essa hipótese é verdadeira, os pesquisadores pegaram oitenta e nove pessoas com depressão bipolar e dividiram em dois grupos e metade, eles deram com a enzima Q 10, duzentos miligramas por dia e a outra metade, eles deram placebo por dois meses. Uma observação importante aqui, tá?

Ninguém parou de tomar remédio. Todo mundo continuou tomando as medicações que já vinham tomando há dois meses e só acrescentou a coenzima Q 10 ou o placebo, as medicações que já tavam tomando e foi considerado respondedor ao tratamento quem teve uma melhora maior que cinquenta por cento.

E quem advinha o que aconteceu no final do estudo? Dez trinta e seis pessoas que concluíram o estudo tomando coenzima Q dez vinte e seis responderam a tratamento e três tiveram remissão completa dos sintomas. Já no grupo placebo, das trinta e três pessoas que concluíram o estudo, apenas quatro responderam o tratamento e ninguém desse grupo teve remissão dos sintomas.

Gente, é uma diferença muito grande. E aí, eu me pergunto, qual a justificativa pra não se Considerar o uso de coenzima Q 10 numa pessoa com depressão bipolar. No estudo, não teve efeito colateral, significativo e já está provado a segurança da coenzima Q dez nessas doses E mais sério ainda, é quando a pessoa com transtorno bipolar toma remédio pra baixar colesterol, a estatina abaixa o colesterol, mas também reduz a produção de coenzima Q 10 A pessoa fica mais esperrada ainda, eu não estou tomando coenzima Q 10, mas eu já tomei, fica aí mais uma opção de tratamento pra você conversar com o seu médico, não custa nada reforçar que mais importante do que o suplemento, do que os remédios, é o que a gente come, o que a gente pensa, nossos hábitos de vida.