Quem tem psoríase pode doar sangue

Quem tem psoríase pode doar sangue

Muitas pessoas ficam na dúvida se quem tem psoríase pode doar sangue.

Na realidade, muitas pessoas que contraem essa doença ficam em dúvida quanto à práticas comuns, como doar sangue ou entrar na piscina.

Inclusive, com relação à doação de sangue, há muitas polêmicas.

Saiba mais +Outubro Rosa: alimentos que auxiliam na prevenção do Câncer de Mama

Refletindo sobre isso, preparamos esse post para tirar as dúvidas das pessoas que não sabem se quem tem psoríase pode doar sangue.

O que é psoríase?

Primeiramente, a psoríase é uma doença de pele genética que dá indícios ao formar placas avermelhadas com descamação.

Por isso, algumas pessoas que sofrem com esse mal se perguntam se quem tem psoríase pode doar sangue.

Saiba mais +Mito ou verdade: A dependência química é hereditária?

Geralmente, essa lesão surge nos seguintes locais do corpo:

  • Cotovelos;
  • Mãos, pés e unhas;
  • Tronco;
  • Joelhos;
  • Planta dos pés e das mãos;
  • Couro cabeludo.

Se essa doença não é tratada adequadamente, ou imediatamente quando surge a crise, ela pode ficar mais grave, atacando até mesmo as articulações.

Assim, ela pode limitar os movimentos e, em alguns casos, é preciso internar.

Saiba mais +Descubra os benefícios da massoterapia

Por isso, medicamentos, tratamentos e pomadas para psoríase são muito úteis.

Quem pode doar sangue?

Geralmente, as pessoas que podem doar sangue são:

  • Pessoas com peso acima de 50kg;
  • Pessoas com idade entre 16 e 69 anos;
  • Pessoas com saúde, que não tenham anemia, hipotensão ou hipertensão arterial;
  • Pessoas que não apresentam alteração dos batimentos cardíacos ao doar.

Além do mais, lactantes e grávidas geralmente não podem doar sangue. Assim como pessoas que estão com febre ou outra enfermidade, mesmo que leve.

Saiba mais +Entenda por que muitas famosas estão retirando as próteses de silicone

Quem faz uso de algum tipo de medicamento pode doar sangue?

Geralmente, as pessoas que fazem uso de medicamentos podem sim doar sangue.

No entanto, quando a pessoa tem hipotireoidismo ou hipertireoidismo, ela só pode doar se as doenças estiverem controladas e se o medicamento for permitido.

Inclusive, caso a pessoa tenha contraído conjuntivite, caxumba ou dengue, ela pode doar sangue se tiver feito um intervalo entre a cura e a doação.

Além disso, há também mais alguns medicamentos que causam restrição a doação de sangue, como:

  • Medicamentos que atuam no sistema nervoso central;
  • Medicamentos para pressão;
  • Medicamentos para próstata, acne e contra calvície.

Todos esses, por diversas razões, restringem a doação de sangue.

Quem tem psoríase pode doar sangue?

De imediato, para entender se quem tem psoríase pode doar sangue, saiba que essa restrição não existe.

No entanto, dependendo do medicamento utilizado para tratamento da doença, há a chance de interferir na possibilidade de doar sangue ou não.

Logo, tudo vai depender da gravidade da doença e do medicamento que está sendo utilizado para tratamento da mesma.

Quem é ajudado com a doação de sangue?

A preocupação de quem tem psoríase pode doar sangue é muito pertinente, já que a doação de sangue ajuda muitos pacientes, como:

  • As que passaram por procedimento cirúrgico;
  • Os que são muito anêmicos;
  • Aos que sofreram graves queimaduras;
  • Os transplantados;
  • Os hemofílicos, entre outros quadros.

Sendo assim, por ajudar muitas pessoas, é importante que muitas pessoas ajudem na doação de sangue.

Como doar sangue?

Para participar do procedimento de doação de sangue não há nenhuma complicação, na verdade, é bem simples.

O doador deve comparecer a um hospital ou hemocentro, com documento de identificação com foto.

Em seguida, é preciso realizar um cadastro e fazer um rápido teste sanguíneo, para verificar o tipo e o RH, avaliar se as taxas estão corretas, também como o peso, o batimento cardíaco e a pressão arterial.

Depois, é realizada uma entrevista social, que analisa algumas condutas para avaliar se existe algum risco de contaminação do sangue.

Por fim, o doador é submetido a um exame rápido para investigar se a pessoa possui doenças como hepatite, HIV, doença de chagas, sífilis, doença cardiovascular, doença renal crônica, HTLV I e II, que impedem a doação.

Vale salientar que quem possui o tipo de sangue O negativo é um doador universal, isto é, qualquer pessoa pode receber o sangue.

Desta forma, é usado em caso de urgência, quando não se tem tempo para testar o sangue do paciente ou se ele não consegue se comunicar por causa de algum trauma.