Como precificar meu serviço? – Confira fórmula de precificação

Como precificar meu serviço? Qual o valor que eu posso colocar em um produto? Como fazer a fórmula de precificação se encaixar no tipo de serviço que eu presto? Vale a pena colocar uma margem de lucro maior quando o serviço é prestado com maior tempo de execução? E quanto aos produtos, a fórmula é a mesma? Qual o valor de um curso de inglês?

No conteúdo de hoje, vamos explicar a você sobre como precificar meu serviço, para que assim possa definir quais são as melhores porcentagens que pode usar no lucro do seu serviço ou produto. Portanto, caso queira entender melhor sobre o assunto, recomendamos que nos acompanhe até o final da matéria. Vamos lá, leia com a gente!

Definição do preço de venda de um produto ou serviço

Afinal, como precificar meu serviço ou mesmo um produto? Há toneladas de estratégias que ajudam você a vender um produto. Para ajudá-lo a entender qual caminho escolher, criamos um caminho que inclui todos os aspectos importantes nos quais precisa se concentrar para poder determinar o melhor preço de venda de um produto.

Recomendamos que você gaste o tempo necessário nesse processo porque as conversões e seus próprios ganhos vêm dos preços de venda corretos.

1. Avalie seus custos

Qual é o primeiro requisito que o preço de venda deve satisfazer? Ser capaz de cobrir os custos incorridos para a realização do produto ou serviço. Se você não puder pelo menos cobrir suas despesas, seu negócio de vendas está fadado ao fracasso. Aqui estão os principais custos que você precisa considerar ao determinar o preço de um ativo:

  • Materiais: para fazer um produto é inevitável que haja preços a montante para os materiais utilizados durante a criação. E mesmo que você preste um serviço pode haver os custos dos materiais necessários para fazê-lo;
  • Trabalho: imediatamente após o custo dos materiais, deve-se considerar o custo da mão de obra, que é o trabalho físico e mental que foi necessário para criar o produto ou serviço (que, muitas vezes, é contabilizado em número de horas). Estabelecer o preço da mão de obra é mais complexo que o preço dos materiais porque você não tem números escritos em preto e branco, mas depende do valor que você dá ao seu tempo e seu trabalho (assim como ao tempo e trabalho de seus colaboradores, se houverem);
  • Custos variáveis: os custos anteriores eram custos fixos, ou seja, custos que estão sempre presentes, mas também existem custos variáveis como aluguel, transporte, equipamentos, manutenção, seguro, honorários advocatícios, impostos, etc.. Essas despesas variam de mês para mês e, para considerá-las no plano geral, é preciso fazer uma estimativa total anual e obter uma média mensal.

Tendo estabelecido essas três categorias de custos, você tem uma base para saber quanto gastou na criação de um ou mais produtos ou serviços e quanto precisa ganhar (no mínimo) para poder cobrir essa despesa.

2. Determine o lucro desejado

Já após o primeiro passo deverá ter em mãos um preço indicativo que consiste nas despesas efetuadas. Mas esse ainda não é o preço final do produto ou serviço, pois é preciso considerar também o seu lucro.

Esta parte do preço é chamada de margem de lucro no jargão técnico. Pode ser calculado por produto, por cliente ou em percentagem após a retirada das despesas indicadas no ponto 1 (o lucro é o conceito oposto ao de despesas).

Ao contrário dos custos vistos acima, a margem de lucro é mais vaga e arbitrária. Isso porque depende de quanto você quer ganhar com a venda. A margem de lucro pode ser calculada de duas maneiras:

  • Margem bruta: é a margem de lucro por produto (o tipo que lhe interessa no momento);
  • Margem líquida: o lucro para toda a empresa.

Para entender quais são as margens de lucro do seu nicho de mercado, você pode solicitar informações às associações profissionais, obtendo um intervalo de referência.

Além desse parâmetro, você pode estudar o preço de venda de seus concorrentes. Conhecendo os custos médios de produção, você pode entender quanto lucro eles têm e agir de acordo para ser competitivo por sua vez.

Fórmula para saber como precificar meu serviço

Afinal, como precificar meu serviço? Calcular o preço de um produto ou serviço pode não ser uma ciência exata, mas chega muito perto. Todos os passos que sugerimos até agora foram necessários para ter dados precisos em mãos. Agora podemos finalmente falar sobre a fórmula para calcular o custo de compra de um ativo. São dois os elementos principais presentes na fórmula:

  • Custo para o produto;
  • Margem de lucro.

Esses dois elementos devem ser incluídos na seguinte fórmula para obter o preço do ativo:

  • Custo do produto (imagine que custa R$20 para ficar pronto) + margem de lucro (vamos colocar em 60%): R$20,00 + 60% (R$12,00) = R$32,00, este será o seu preço de venda.

E então, entendeu melhor sobre como precificar meu serviço? Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Comente abaixo que vamos lhe ajudar a compreender melhor. Até a próxima!